Resenha: Ps:Eu te amo, Cecelia Ahern

Nada melhor que começar a segunda feira com resenha né?
E essa resenha, não é qualquer resenha, é uma especial, que deixou meu coração batendo forte a cada página que li.

 

Cartinhas que a Novo Conceito mandou ♥

Antes de tudo, quero parabenizar a Editora pela sacada fantástica que teve ao mandar aos seus parceiros cópias das cartinhas de Gerry, é incrível o modo como a Novo Conceito está a disposição de seus parceiros e parece não falhar nunca.
Só dá uma espiadinha no que chegou pra mim antes do lançamento do livro.

PS. Eu Te Amo – Cecelia Ahern

Gerry e Holly eram namorados de infância e ficariam juntos para sempre, até que o inimaginável acontece e Gerry morre, deixando-a devastada. Conforme seu aniversário de 30 anos se aproxima, Holly descobre um pacote de cartas nas quais Gerry, gentilmente, a guia em sua nova vida sem ele. Com ajuda de seus amigos e de sua família barulhenta e carinhosa, Holly consegue rir, chorar, cantar, dançar e ser mais corajosa do que nunca.
Edição: 1
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581630625
Ano: 2012
Páginas: 368

Agora sim vamos ao que interessa.
Quem assistiu o filme Ps: Eu te Amo, já estava familiarizado com a história e saberia que grandes emoções e um chororô iria aparecer.
Grande foi a minha surpresa quando me deparei com o livro diferente. Ao contrário do filme que chorei cataratas, o livro não.  A história é engraçada, leve e pouco lembra o filme que assisti 3 vezes…  (Ok, sei que é difícil para TODOS vocês, mas FOCO no LIVRO)

Holly é uma mulher que está prestes há completar 30 anos, ela se vê sozinha, deprimida e acha que seu Mundo acabou depois que Gerry, seu marido veio a falecerHolly vivia para Gerry, ele foi por anos o ar que ela respirou e perde-lo abriu uma grande porta para a depressão total.
Tanto seu falecido marido, como os amigos sabiam que para Holly viver sem ele seria uma tarefa árdua a ser cumprida. E Gerry, tentou fazer dela algo leve, na qual sua amada mulher não esqueceria nunca.

Com ajuda da sua família e amigos, ela finalmente vê, depois de meses, que está na hora de seguir adiante, encarar os fatos. Sua mãe liga e diz a ela tem alguns envelopes que Gerry deixou com ela antes de falecer… “A Lista”.
Lutando contra tudo, ela vai até a casa da mãe para descobrir do que se tratam os envelopes. Abrindo o primeiro, Holly descobriu que Gerry deixou a ela tarefas a sempre cumpridas nos próximos meses, algo que ele fez para ajudá-la a encarar e seguir em frente.

Quem não gostaria de ter um marido como Gerry, não é mesmo?
Foram várias tarefas que ela cumpriu durantes meses.
Comprar roupas novas, encarar seus medos, procurar um emprego que realmente goste, viajou com as amigas.
Do modo mais divertido e apaixonante, ele ajudou-a seguir em frente sem tristeza, fez com quem Holly entendesse que o amor que os uniu é para sempre, independente de que vida esteja.

Estou completamente apaixonada pelo livro. A escrita de Cecelia é divertida, leve, fácil, gostosa, não achei algo negativo que não prendesse. Aliás, o curioso, até enrolação não existe nele.
Crescemos junto com Holly o livro todo, sofremos com ela, sentimos a saudade que ela sente de Gerry e seus medos também.

Há, não vou fazer comparação nenhuma com o filme, isso não cabe a minha pessoa fazê-lo. Isso cabe a cada um assistir, ler e sentir o que ambos proporcionam, tanto na tela, como no livro.
Ao terminar de ler a última folha, fiquei com uma vontade enorme de ler tudo de novo mais uma vez, coisas que poucos livros de romance fazem comigo.
Ps: Eu te Amo é um livro lindo, engraçado, cheio de vida. Holly, seus amigos e família nos ensinam perfeitamente que a vida não acaba depois da morte e que pode ser um aprendizado muito, muito grande.

“Não tenha medo de se apaixonar de novo. Abra seu coração e siga por onde ele levar… E lembre-se de mirar na lua,
Ps: Eu sempre te amarei.” Pág 337


Resenha no SKOOB, também.

Anúncios

7 comentários sobre “Resenha: Ps:Eu te amo, Cecelia Ahern

  1. Rayme disse:

    nossa, não imaginava que o livro seria tão diferente assim do filme ;o
    tbm chorei horrores no filme, e assisti varias vezes, mas saber que o livro é meio engraçado me faz ter vontade de lê-lo!

  2. Não disse que vc ia amar????
    Realmente tenho vontade de lê-lo mais umas 500 vezes na vida…
    Comprei este livro para sorteio e estou chorando ao me despedir dele para enviar à ganhadora!!!
    Comprarei pq quero tê-lo, lindo, enfeitando a minha estante!

    Beijos
    Chrys

  3. Yohanna Elizabeth disse:

    Queria tanto ler o livro, poxa :/
    Comecei assistir o filme em DVD com algumas amigas, mas deu uma bagunça, que nos 30 min de filme, resolveram trocar, pois algumas já haviam assistindo, aí já viu…
    Mas achei o início ótimo, e pretendo assisti-lo. Mas agora somente depois que eu ler o livro 🙂
    Ótima resenha Lana. São poucos livros de romance que me dá essa vontade de ler de novo também.
    Beijos

Obrigado por passar pelo In The Sky.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s