Resenha: Marina, Carlos Ruiz Zafón

Por Bel Farias (Twitter @Bel_Larie)


Oi amores tudo bem? A colunista Bel, fez resenha do livro Marina do meu querido Carlos Ruiz Zafón! Gostei muito da resenha dela.
E na verdade sou suspeita em falar dele né?
Para vocês lerem outras resenhas clique aqui:
. Marina . . A Sombra do Vento .
____________________________________________________________________________________________________________________
Eu, sinceramente, não li Marina… Eu devorei o livro! Ele é do jeitinho que eu gosto: É suspense, com uma pitada de terror e um romance nebuloso.

Fazia bastante tempo que eu queria conhecer as obras de Carlos Ruiz Záfon e fui completamente absorvida pela história. A Trama surpreende por seguir caminhos distintos daqueles que se formam na imaginação e o texto é carregado de tensão e provoca os sentimentos mais arrebatadores!

Todos os acontecimentos são intimamente ligados, e cada presença é uma pista a mais do suspense. Zafón consegue amarrar o leitor com cada pequeno detalhe da história, com cada comportamento suspeito – e, enquanto isso, ele também amarra perfeitamente a história. Eu simplesmente amei o modo como ele escreve!
E, detalhe, para quem não gosta de livros grandes: É um livro pequeno, tem por volta de 192 páginas, mas traz várias notas sabias de uma menina simples, mas com uma sabedoria esplêndida.

Livro: Marina
Autor: Carlos Ruiz Zafón
Lançamento: 2011
Editora: Suma de Letras

Sinopse:

Neste livro, Zafón constrói um suspense envolvente em que Barcelona é a cidade-personagem, por onde o estudante de internato Óscar Drai, de 15 anos, passa todo o seu tempo livre, andando pelas ruas e se encantando com a arquitetura de seus casarões. É um desses antigos casarões aparentemente abandonados que chama a atenção de Oscar, que logo se aventura a entrar na casa. Lá dentro, o jovem se encanta com o som de uma belíssima voz e por um relógio de bolso quebrado e muito antigo.

Mas ele se assusta com uma inesperada presença na sala de estar e foge, assustado, levando o relógio. Dias depois, ao retornar à casa para devolver o objeto roubado, conhece Marina, a jovem de olhos cinzentos que o leva a um cemitério, onde uma mulher coberta por um manto negro visita uma sepultura sem nome, sempre à mesma data, à mesma hora.

Os dois passam então a tentar desvendar o mistério que ronda a mulher do cemitério, passando por palacetes e estufas abandonadas, lutando contra manequins vivos e se defrontando com o mesmo símbolo – uma mariposa negra – diversas vezes, nas mais aventurosas situações por entre os cantos remotos de Barcelona. Tudo isso pelos olhos de Oscar, o menino solitário que se apaixona por Marina e tudo o que a envolve, passando a conviver dia e noite com a falta de eletricidade do casarão, o amigável e doente pai da garota, Germán, o gato Kafka, e a coleção de pinturas espectrais da sala de retr
Em Marina, o leitor é tragado para dentro de uma investigação cheia de mistérios, conhecendo, a cada capítulo, novas pistas e personagens de uma intrincada história sobre um imigrante de Praga que fez fama e fortuna em Barcelona e teve com sua bela esposa um fim trágico. Ou pelo menos é o que todos imaginam que tenha acontecido, a não ser por Oscar e Marina, que vão correr em busca da verdade – antes de saber que é ela que vai ao encontro deles, como declara um dos complexos personagens do livro.

Anúncios

8 comentários sobre “Resenha: Marina, Carlos Ruiz Zafón

  1. Rayme Arenhart Datsch disse:

    adorei a resenha, mas confesso que o que mais me atraiu e o que mais me fez ficar com vontade de ler tipo AGORA foi “É suspense, com uma pitada de terror e um romance nebuloso” *——-*

  2. alinetkm disse:

    Faz um belo de um tempo que estou louca para ler Marina e, agora com o livro em mãos (ganhei do namorado!), estou ainda mais ansiosa. Sabe aquela coceirinha na mão, aquela vontade de pegar o livro e começar a devorá-lo mesmo sem ter terminado de ler o que está lendo no momento? Pois é, estou assim hehehe.

    bjão
    escrevendoloucamente.blogspot.com

  3. Oi Lana!
    Oi Bel!

    Confeço que sempre vi este livro em varias prateleiras, mas nem capa, nem título, nunca me chamaram a atenção….
    Nunca sequer li a sinopse…
    Achei que fosse algum romance daqueles beeeeeeeeeeeem água com açúcar…

    Maaass… Agora que sei que tem terror e suspense no meio…
    Vou procurar para comprar agora mesmo!!! \o/

    Beijokas da Giiii

    • Helana Ohara disse:

      HSAUHSAUHSAUSHAUS, a capa desse livro é LINDA meninas do céu, esse livro é um luxo. Carlos Ruiz Záfon é inesplicavel, você tem que ler.

  4. Yohanna Elizabeth disse:

    Não conheço, infelizmente, obra alguma do Záfon até então.
    Todos me recomendam, e acredito que deva ser realmente ótimos livros!
    Marina é fininho, já vi mesmo, e sempre com trechos muito sábios mesmo. Quero ainda ler algum livro dele, até por ser suspense, como Marina, e dizem serem livros inteligentes. Ótima resenha!

    Beijos 😀

Obrigado por passar pelo In The Sky.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s