{Crônicas&Desabafos} Sobre a vida e amores.

Oie gente tudo bem? O Crônicas&Desabafos de hoje é mais um texto da Laís *-* Iria deixar o dela para amanhã e postar um meu hoje, mas como não tinha deixado ele pronto e hoje to assim com bastante coisa para fazer, postei o dela, que aliás é de se refletir!!! Pensem! Beijinhos no coração

Por Laís ( I feel Pretty/Unpretty)


Imagine que, em uma bela manhã, você desperta em sua cama e, ao seu lado, está o amor de sua vida. Como ele foi parar lá? Quando vocês se conheceram? O que têm em comum?
Você já parou para pensar na história de vocês dois?
Agora imagine outro cenário. Você desperta em sua cama e, ao seu lado, um travesseiro que é usado apenas para decorar o quarto, talvez um bichinho de estimação ao seu lado. Qual dos dois cenários você prefere? Desde pequeno, o ser humano – em especial as mulheres, convenhamos – imaginam como será seu futuro no sentido amoroso. Lá pelos sete anos, começamos a olhar aquele menino bonitinho e mais velho, mas ele está de olho em outra. Primeira desilusão amorosa. E crescemos. E mais paixonites vão aparecendo, e mais decepções vão acontecendo. Mas não desistimos de encontrar a metade da laranja. Na maioria das vezes.
Outro dia minha professora de Psicologia disse que o homem é o único ser vivo que precisa de outro ser da mesma espécie para sobreviver. Quando desfazemos os laços paternos, precisamos nos apoiar em qualquer outra pessoa, seja ela um amigo, um namorado e até mesmo um ídolo. Um comportamento comum entre os adolescentes, especialmente, que colam pôsteres e choram quando seus ídolos aparecem na televisão. Esse é um dos motivos por que a procura pela pessoa amada está tão acirrada. Seus amigos começam a namorar, planejar seus casamentos, e você… Onde está mesmo?
Oh, certo. Você está esperando a mágica acontecer e o cupido atingir aquele gatinho com sua flecha mágica e, assim, ele se apaixonará por você. Ação errada. Se você quer na sua vida aquele primeiro cenário citado no inicio do texto, aí vão umas dicas:
1) pare de ficar procurando desesperadamente. A série “How i met your mother” tem sete temporadas e o personagem principal ainda não conheceu a mãe. Por quê? Ele fica desesperadamente procurando pela mulher certa. Na hora certa, a pessoa certa aparece.
2) pare de ficar “pegando geral” nas baladas da vida. Vai que seu amor está na mesma balada, te olha cheia de babas diferentes e quer uma distância magistral de você? Nada bonito para a sua cara, hein?
3) acredite. Se você realmente quer uma coisa e pensar positivo sobre ela, vai acontecer.
Pode não ser como nos filmes,mas acontece. Uma amiga minha conheceu um cara quando morava no Paraná, mas nunca falou com ele. Depois que ela voltou para o interior de São Paulo, eles começaram a se falar e, eventualmente, a namorar. E hoje estão felizes. Uma outra amiga não parava com namorado nenhum e, hoje, está praticamente casada com um cara que conheceu por um acaso. Como eu disse lá em cima. A hora certa, a pessoa certa. Quanto a mim, bem… Me imagino mais naquele segundo cenário, exceto o bichinho de estimação. Não sei conviver a dois, sei lá. A não ser que seja um hamster, talvez. Mas, quem sabe um dia?

Laís escreveu esse texto em uma madrugada insone e ao som de Carly Rae Jepsen. Relevem alguns conteúdos.

Anúncios

8 comentários sobre “{Crônicas&Desabafos} Sobre a vida e amores.

  1. Oi,Lais!
    Nossa quanto senso de realidade!!rss..
    Você falou,falou e no fim prefere ficar só? Não entendi. Acho que você precisa de um amor e..urgente. Noites de insônia já não lhe perturbaram…rsss
    Brincadeiras à parte, achei o texto bem legal.
    E fica a dica: Não existe a pessoa certa, somos nós que idealizamos demais a pessoa que gostaríamos de ter ao nosso lado. O resto acontece, pois tudo já está determinado por Deus.

    Bjs.
    Zilda
    Cachola Literária

  2. Hey, everybody!
    Zilda, eu acredito no amor sim, mas não acredito que seja algo para mim. E acredite, as noites de insônia já chegaram e amo elas! Consigo ler, escrever e botar as ideias no lugar. Mas, como eu disse, quem sabe um dia?
    Rayme, How i met your mother já tem sete temporadas e o personagem principal já namorou quinhentas e cinquenta e cinco mulheres. Nenhuma delas é a bendita mãe UAHUAHUAHAUHAUAHUAHAHAUAH
    Aline, estou seguindo o seu também, flor. Bota o meu na sua lista: ifeelprettyunpretty.wordpress.com

    Beijocas.

  3. Adorei o texto, Laís! Bem realista, mas ao mesmo tempo, não é desanimador. Eu já tenho uma opinião diferente da Zilda, a pessoa certa existe sim. Ela não é perfeita, você vão brigar, mas se amam e isso é o que importa. A pessoa é a certa pra você e é ela que te faz feliz. ;D Ainda estou a procura do meu amor — Mentira, eu não procuro. Nunca procurei, muito menos sou de pegar todos na balada (balada? Que isso), mas um dia quem sabe… rs

    Beijinhos!

    @mariapsalles
    · http://jardimdeborboletas.wordpress.com/

  4. Primeiramente, ÓTIMO texto Laís, realmente é para se refletir, como disse a Lana. Não achei desanimador, conheço muitas pessoas que ficam por aí procurando desesperadamente por alguém, e quando acham uma pessoa, grudam de tal forma que fica impossível conviver, e eventualmente o namoro termina.
    Esperar é a palavra chave, exemplo sou eu, que fiquei um ano esperando o cara que eu amo (e hoje namoro) decidir o que ele queria da vida, mas nesse meio tempo eu não fiquei me arrastando pra cima, nem pegando geral, me diverti, e na hora certa nós ficamos juntos, e estamos felizes até hoje \o/
    A propósito, Carly linda <333

Obrigado por passar pelo In The Sky.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s