5 a Seco no Parque Villa Lobos (25/01/2012)

Por Michael (@MichaelBaleeiro)

 

Dia 25 de Janeiro a cidade de São Paulo fez 458 anos e sempre nesses aniversários somos presenteados com inúmeros programas, principalmente musicais. E em 2012 não foi diferente. No parque Villa Lobos aconteceu a apresentação do grupo 5 a Seco. Comecei a acompanhar o trabalho dos garotos há pouco tempo e mesmo assim, qualquer um que passasse por lá, mesmo sem conhecer nenhuma canção, sentia certa familiaridade com as canções e se sentia no quintal de sua própria casa.

O grupo que apresenta composições próprias com influencias da MPB e do Jazz atual realizou um espetáculo lindo. São Paulo foi incrivelmente abençoado com o sucesso dessa galera. O show foi iniciado com Gargalhadas, música que já teve uma interpretação feita pela Bruna Caram. A música começa em um arranjo intimista, em dedilhado, sendo acompanhado por um dueto por todos os músicos. Feliz Pra Cachorro veio logo em seguida com uma energia enorme.

Não demorou muito e as participações especiais começaram. Os nomes, Tiê, Mariana Aydar já estavam confirmados, junto com o de Ana Cañas, que foi a primeira a nos dar o ar de sua graça. Metamorfose Ambulante foi a primeira música interpretada pela cantora na companhia do grupo 5 a Seco. A interpretação feita por ela, o arranjo envolvido, o modo de cantor, foi lindamente realizado, mas a grande surpresa a respeito da cantora veio logo em seguida. Diabo, música de autoria própria foi executada de uma forma esplêndida. Com uma pegada mais parecida com as músicas da Rita Lee, Diabo foi um dos melhores momentos do show para mim. As notas todas em seus devidos lugares, apresentadas por quem faz música para sobreviver.

Outra ótima representante da música a se mostrar no palco junto com o grupo foi a Tiê, que com sua voz doce apresentou Prova de Carinho, do Adoniran Barbosa. O refrão dessa música me acompanhou pelo resto do dia. E ainda está por aqui. Em seguida, uma versão de Você Não Vale Nada, que acompanha o disco A Coruja e o Coração, foi feita, mostrando que todas as músicas têm salvação, até as da banda de forró Calcinha Preta.

 

A última a cantar com o grupo foi a Mariana Aydar, da qual eu não conhecia o trabalho. Primeiro ela apresentou a música Solitude da própria cantora. Em seguida, em comemoração aos 458 anos de São Paulo, uma versão de Não Existe Amor em SP fez todos ficarem arrepiados. Foi mágico.

Embora muitas participações, o 5 a Seco esbanjou do próprio repertório, sem deixar de fora canções como Abrindo a Porta, Vou Mandar Pastar, Ou Não e a interpretação da música que provavelmente é a mais conhecida do grupo, Pra Você Dar Nome, acompanhada pela voz das pessoas que admiram o incrível trabalho do grupo. Deixe Estar foi a canção com que eles fecharam o show, de forma mais do que sensacional.

Preciso deixar registrado aqui o meu enorme agradecimento ao 5 a Seco por ter proporcionado esse dia incrível. Acompanhar o trabalho deles bem de perto foi tão importante como a primeira vez que os vi tocando Gargalhadas. Ano passado aconteceu a gravação do CD e DVD Ao Vivo do grupo, que é lançado nesse começo de ano.

Ou Não


Prova de Carinho (Tiê)


Deixe Estar

Anúncios

2 comentários sobre “5 a Seco no Parque Villa Lobos (25/01/2012)

  1. Michele disse:

    Realmente começei a acreditar que músicas têm salvação depois de ouvir o arranjo que a Tiê fez de Você Não Vale Nada.Minha fé na humanidade aumentou…Hehe.Adorei o posto Jovem.

Obrigado por passar pelo In The Sky.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s