{Para as férias} Diário de uma Paixão.


Por Michael (@MichaelBaleeiro)


– Fiz uma resenha de Diário de uma Paixão e está na lista do Livro do Mês, vocês podem ir lá ou clicar aqui: Livro do mês de Julho: Diário de Uma Paixão – Nicholas Sparks.


Diário de uma Paixão (Nicholas Sparks)


Olá pessoal. Na coluna sobre livros para as férias, semana passada indiquei Jogos Vorazes, mas hoje, estou aqui para indicar um livro mais calmo, mas mesmo assim, cheio de emoções. Fica a dica.

Agora estou pronto. Já coloquei os óculos, e tiro do bolso uma lupa. Coloco-a sobre a mesa por um instante enquanto abro o diário. (…) Então mais uma vez, assim como faço todos os dias, começo a ler em voz alta o diário, para que ela possa ouvir, na esperança de que o milagre que acabou dominando a minha vida possa levar a melhor de novo.

E talvez, apenas talvez, isso aconteça.” – Noah Calhoun

Depois da leitura de ‘Querido John’, realmente fiquei curioso com outros livros do Nicholas Sparks, mas é um número limitado de livros dele lançados no Brasil, que não estão esgotados. Entre os cinco livros que ainda é possível encontrar em uma livraria, Diário de uma paixão foi o que mais me chamou atenção, mesmo já sabendo o desfecho da história.

O livro mostra dois jovens que se conhecem em 1932 na noite de abertura do festival do Rio Neuse. Noah e Allisson. Assim se chamava o casal que logo se descobriram apaixonados um pelo outro. Os jovens têm um típico namoro de verão, já que os pais de Allisson estão na cidade apenas para passar as férias. Quando os pais da garota percebem que o relacionamento da filha com garoto de classe social inferior, está realmente ficando sério, eles se mudam imediatamente de casa. Assim o casal se separa e dão início a suas novas vidas. Mas um acontecimento faz Allison voltar a cidade depois de 14 anos para reencontrar Noah.

Assim o livro começa o segundo capítulo. O livro não se passa na época em que o casal se conhece 1932. Ele logo começa em 1946, mostrando o reencontro e Allisson e Noah depois de 14 anos. Os acontecimentos que envolvem o casal quando jovens são apenas citados na narrativa e isso já foi um ponto negativo. As melhores partes da história foram deixadas para trás no livro. O livro poderia ter 100 páginas a mais, mas deveria ter relatado o início do namoro do casal. Outro ponto negativo da obra foi sua estética. Não gosto dessa capa. Não gosto nenhum pouco! Não mesmo! Eles poderiam ter conservado a capa do filme, que é bem mais bonita. Se prestar-mos atenção no texto da obra, conseguimos perceber a diferença de espaço que acontece de uma frase para outra. Um texto sem um seguimento correto, que muda várias vezes, prejudica a leitura.

Tudo bem, deixemos agora as críticas negativas para lá, e vamos ao que gostei no livro. A história é realmente muito bonita. Você percebe que o que os personagens sentem é um amor verdadeiro e isso é o mais legal na história. O livro é bem curto, então pode ser lido em pouco tempo. Mas mesmo assim, não é um livro que deve ser lido correndo. A história envolve sentimentos que se o leitor não se entregar à narrativa, não conseguirá admira-la tão bem. Pressa é uma coisa que não pode acontecer na leitura. O seu ritmo adequado vai se estendendo pela narração.

Embora a maioria das pessoas, assim como eu, já assistiram o filme e sabem o desfecho da história, Nicholas Sparks escreve super bem e faz Diário de uma Paixão ter um enredo bem escrito e ser uma leitura totalmente agradável. Mas tenho que dizer que ‘Querido John’ supera

essa obra. Por mais que o livro seja bom, ‘Querido John’ foi muito especial para mim e é o melhor livro do Nicholas Sparks, em minha opinião. Mas Diários de uma paixão continua sendo uma ótima dica para ler nas férias, como uma leitura suave, mas ao mesmo tempo como uma montanha russa de emoções.

O livro foi adaptado para o cinema em 2004, tendo como protagonistas Rachel McAdams no papel de Allison e Ryan Gosling como Noah.

Anúncios

11 comentários sobre “{Para as férias} Diário de uma Paixão.

  1. Esse foi o segundo que li do autor (o primeiro foi ‘Um amor para recordar’) e tenho que confessar que não gostei. Não é que eu tenha odiado, simplesmente não gostei. Concordo com você sobre os acontecimentos terem sido simplesmente citados de passagem. Isso torna muito mais difícil você criar uma proximidade, uma empatia com o livro. É como se ele te excluísse ou algo do tipo.
    Como li em português, não tenho tanta base para falar sobre a escrita do Sparks propriamente dita. Fica difícil avaliar com propriedade quando tem um tradutor no meio, mas tenho a impressão de que não compatibilizei muito com ele. Cheguei até a resenhar os dois livros que li lá no blog, se tiver vontade de entender melhor o que eu achei. Ainda assim, tenho ‘Querido John’ aqui em casa e vou dar uma chance para ele.

    Beijos.

    • Helana Ohara disse:

      Diário de Uma Paixão o filme é interessa pois retrata um pouco de como eles se conehceram.
      Sou suspeita em falar de filmes que vieram de livros, tenho uma opinião diferente sobre o assunto.

  2. Érica Santana disse:

    Nicholas Sparks dispensa comentários, né? Assim como você, sou uma doooida por Querido John. Sua história me marcou muito. Não dispenso assistir o filme nem uma vez! rs
    Ainda não tive a oportunidade de ler Diário de uma paixão, estou esperando uma amiga me emprestar, mas sei que a leitura não será em vão. O Nicholas nos faz confiar nele e em seus livros. Nós já pegamos o livro sabendo que a história será linda!

    Beijos!

    • Helana Ohara disse:

      Pra ser sincera Nicholas Sparks não me atrai muito não. Uma vez disse que achava ele muito comercial. As histórias dele são lindas, fato! São mesmo e NINGUÉM pode negar.
      Mas ás vezes parece muito “Malhação” muda só os personagens.
      Me surpreendi mesmo com O Milagre, esse sim é ótimo.

  3. Érica Santana disse:

    Isso é muuito verdade! Tem sempre o romance e alguém morre (na maioria das vezes, pra dramatizar e muito), mas as histórias conseguem prender a atenção. Isso me impressiona!
    hauaahuaah, isso de parecer com Malhação foi ótimo, mas a comparação é boa!
    Poxa, ainda não o li. O recomenda totalmente? Vou tentar trocá-lo no Skoob então! rs

  4. Eu tenho todos os livros do Sparks lançados no Brasil, com exceção de Um homem de sorte, porém, o único que já li é o Noites de tormenta e simplesmente amei.
    Diário de uma paixão, eu já vi o filme, e tbm fiquei encantada, quero mt ler logo o livro.
    PS: Sacanagem isso que fizeram de começar o livro a partir do reencontro do casal.

    Bjok

Obrigado por passar pelo In The Sky.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s