Lê Fabulex Destin d’Amelie Poulain.

Já tenho o Blog a tanto tempo e nunca falei de um dos filmes que mais amo nesse Mundo.
A 1° vez que o vi foi em sala de aula. Sim, isso mesmo, em sala de aula.
Uma professora, que não lembro o nome, nos passou ele na aula de projetos no meu curso
Técnico em Estilismo em 2003.
E me custou a entender porque aquele filme… Mas depois de muito tempo me liguei. Não era a história e sim as cores, os lugares, o ambiente, as roupas
. Todo filme europeu, ou, francês melhor dizendo, tem uma preocupação com os detalhes, que fazem toda a diferença no filme.
Quem curte um filme europeu sabe bem disso.


O Fabuloso Destino de Amélie Poulain.
Titulo original:
Lê Fabulex Destin d’Amelie Poulain.
França. 2001, dirigido por: Jean Pierre Jeunet.
Estrelado por:
Audrey Tautou (Coco Before Chanel) e Mathieu Kassovit

Sinopse:
Após deixar a vida de subúrbio que levava com a família, a inocente Amélie (Audrey Tautou) muda-se para o bairro parisiense de Montmartre, onde começa a trabalhar como garçonete. Certo dia encontra uma caixa escondida no banheiro de sua casa e, pensando que pertencesse ao antigo morador, decide procurá-lo ­ e é assim que encontra Dominique (Maurice Bénichou). Ao ver que ele chora de alegria ao reaver o seu objeto, a moça fica impressionada e adquire uma nova visão do mundo. Então, a partir de pequenos gestos, ela passa a ajudar as pessoas que a rodeiam, vendo nisto um novo sentido para sua existência. Contudo, ainda sente falta de um grande amor.

….

Amelie foi educada pelo pai, mais infelizmente sua mãe veio falecer quando Amélie ainda era menina.
Por conta de todo esse isolamento e solidão, a menina começa a construir um Mundo muito particular.
Quando atinge a maior idade Amélie
vai embora de casa, indo morar num apartamento antigo no centro de Paris e trabalha em uma cafeteria.
É ai que toda a história começa. Um dia no banheiro de seu apartamento, ela encontra entre azulejos, uma caixinha que pertencia a um antigo inquilino.
Ela resolve que iria devolver a caixa, mais anonimamente.
“A graça do filme está nos pequenos gestos que Amélie faz em seu dia-a-dia. Ajudando moradores do prédio, e até suas colegas de trabalho, de um jeito nada sútil e totalmente fantasioso.”
Se apaixona então por um rapaz um tanto estranho (assim como ela) porém encantador, e claro, sem ser diferente Amélie tenta chamar atenção dele de um modo único.
Pessoas apaixonadas ou até mesmo criativas gostam do filme. Ele até pode ser uma produção cara, mais a simplicidade da história é que toca. Sem falar da
fotografia, é claro.
Seus tons
verdes e vermelhos, enchendo, os olhos de quem assiste.

Trailer original do filmes (Francês).

Vale a pena, quem já assistiu, assista novamente pois sempre nos encantamos com algo diferente…Algo que nos faça dar aquele sorriso no fim do filme.

Para saber mai
s:
AdorocinemaWikipédiaAudrey Tautou

Anúncios

Obrigado por passar pelo In The Sky.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s