Sétima Arte – O Menino do Pijama Listrado.

Eu já disse aqui que adaptações de livros não são tarefas fáceis. [aqui – CandyLie.
Uma ou outra me chama atenção.
O Menino do Pijama Listrado me chama atenção pela sua inocência. O livro é de linguagem simples, narrativa de fácil compreensão, é um fino, suas 186 páginas conseguem facilmente prender o leitor.
John Boyne, de fato, conseguiu trazer na história de Bruno uma lição que todos nós deveríamos aprender – Porque seu pai tem um inimigo, isso não significa que ele será seu também. E claro, a de sempre falar a verdade. O que 90% da população não faz. Ninguém é 100% correto.

Vamos lá…

Bruno tem 8 anos, ama brincar com seus amigos e apaixonado por livros de aventura. A diferença é que ele vive na Alemanha, em plena II Guerra Mundial.
O menino não faz a mínima idéia do por que dos alemães estarem envolvidos no conflito, quem são os inimigos do país e quais as conseqüências dessa batalha.
Então, quando o pai dele, um oficial do exército de Hitler, comunica à família que ele foi promovido e eles terão que se mudar para uma nova cidade, a reação de Bruno é de tristeza, uma vez que ele não gostaria de abandonar os amigos e as brincadeiras do local ao qual já está totalmente adaptado.

Aos poucos o pequeno Bruno percebe que sua nova casa é um ambiente cheio de segredos. Ele não sabe, mas seu pai se tornou responsável por um campo de concentração, e a descoberta da verdadeira motivação por trás da promoção do patriarca trará problemas no relacionamento familiar, especialmente com a mãe que não admite ver seus dois filhos sendo criados num ambiente de pensamento com o qual ela tem sérios problemas.

Entretanto, o que chama atenção no livro e no filme é a amizade pura entre Bruno e Shmuel, um menino que vive do outro lado da cerca e como Bruno não faz idéia dos acontecimentos ruins que ora os afastam, ora os aproximam.
A obra de John Boyne, pode até ser clichê (falando da perda da inocência), porém sua linguagem simples mostrando o olhar de um menino de 8 anos na Guerra deixam o clichê de lado.

O filme como todas as adaptações de livros tem seus altos e baixos, no meu ponto de vista, o final foi fraco, a modificação feita não era necessária.
Agora a escolha dos atores, o figurino, a bela fotografia faz com que o telespectador se encante com uma excelente obra.
David Thewlis (
Verônica decide Morrer, Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban) faz o pai de Bruno e dá um show de interpretação.
Vera Farmiga (
Amor sem Escalas), faz a mãe de Bruno, apesar da sua personagem ser sutil tem suma importância na drama.
O menino do Pijama Listrado, com certeza é mais uma feliz adaptação e que você deve ler e assistir.

Livro: O menino do Pijama Listrado (The Boy in the Stripped Pyjamas)
Autor: John Boyn

Filme: O menino do Pijama Listrado (The Boy in the Stripped Pyjamas)
Direção: Mark Herman
Atores:
Asa Butterfield, David Thewlis , Zac Mattoon O’Brien , Domonkos Németh , Henry Kingsmill , Vera Farmiga.

Ps: Esse post faz parte da Coluna de Filmes do CandyLie -> ACESSE

Anúncios

2 comentários sobre “Sétima Arte – O Menino do Pijama Listrado.

    • O'hara disse:

      Priscila,
      todo o filme baseados em livros são diferentes e sempre tem uma ou outra coisa que decepciona, mais pode ler e ver o filme SIM.
      Ambos são bons.

Obrigado por passar pelo In The Sky.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s