Sétiмα αrtє – 2° єdição

photo_01_hires
Polemico.
Essa seria a palavra para – Em nome de Deus. Assisti ele a bastante tempo, pois, foi uma dica de uma professora minha.
Simplesmente adorei o filme.

Em nome de Deus (The Magdalene Sisters)
Estrelado por:
Anne-Marie Duff, Nora-Jane Noone, Dorothy Duff e Eileen Walsh.

Alguns dizem que o filme é violento. Sim ele é.
Tem cenas fortes. A Madre superior do asilo onde as meninas estão parece que vai mata-las a todo instante.
E são tratadas como escravas.

O filme se passa na Irlanda, década de 60. Margaret (Annie-Marie Duff) é estrupada no casamento do seu primo – por ele próprio. Sendo assim acusada.
Bernadette ( Nora-Jane Noone) por ser muito bonita represente um grande perigo para a vizinhança e a escola.
Rose ( Dorothy Duff) e Crispina ( Eileen Walsh) são mães solteiras.
As quatro são mandadas para um convento por suas famílias, são jogadas lá, com o intuito de pagar por seus pecados. Essa punição é por tempo indeterminado. As quatro garotas, são mal tratas, violentada pelas freiras do lugar.

Pra quem lê a sinopse assim parece um filme muito violento. Mais ele tem a sua graça.

Ponto alto do Filme ↑:
O suposto estrupo de Margaret. O irmão dela viu que ela não foi culpada e mesmo assim pagou o preço.
Por mais que as meninas sofram abusos no convento, elas não perdem as esperanças de um dia sair de lá.
Rose ou a Crispina ( desculpem eu nunca sem quem é quem das duas) se apaixona e tenta sugir com o rapaz é muito doce isso.
A violência que Bernadette passa com as madres é chocante.

Ponto baixo do filme ↓:
Os pais de Rose, principalmente o pai dela, fazer o que fez.
Não vou dizer o que é na verdade se não conto um bom pedaço do filme.
Eu não vejo pontos ruins nele. Ele é um filme que prende você.
Nota:
9.4

Trailler:

Anúncios